Spontaneous Poem au Turkey Sauté

I felt something was coming, so decided to record it while it was happening:

Poema Espontaneo from notjustsomeonelse on Vimeo.

Sabe o que eu quero?

Uma casa com vista para a felicidade.

Nao precisa de ser muita…
Precisa de ser toda.

Nao precisa de ser alta, coberta de ouro.
Precisa de ser coberta de nada.

Nada de mentiras, nada de promessas, nada de falsas esperanças.

A felicidade que eu quero ver,
É a felicidade que existe mesmo de olhos fechados.

Inspira e sente.
Expira e sofre.

Não dá para reter a felicidade dentro de mim.
Dá para flutuar sobre ela.

Fica, vai. Fica, vai.
Então porque não vou eu?

Se alguém tem que ir, prefiro ir eu.
E deixar essa felicidade aqui.

Não é uma decisão difícil.
Não tem outro jeito…

Porque quem inspira, expira.

É essa a casa que eu quero ter.
Uma casa com vista para a felicidade.

Com muros baixos.
Com barreiras invisíveis de uma sociedade que se quer.

Um espelho da minha alma
que reflete todas as estrelas desse universo…

Mesmo aquelas que ainda não aconteceram.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s